Publicado em Fotos, Novidades!, Progresso!, Vida em geral

Fazer algo divertido com…

062 – Ana Paula
063 – Michelle
064 – Pauline

066 – Vanessa

Meu aniversário desse ano não poderia ter sido mais maravilhoso! Reuni amigos ao redor de pizza numa pizzaria supimpa aqui. Minhas melhores amigas de várias épocas estavam lá e foi isso que tornou tudo tão especial.
.
Da época de escola estavam Ana Paula, Vanessa e a Dionara –que não está nessa lista por termos nos afastado um pouco. Essas três fizeram parte da minha melhor fase adolescente. Nós éramos O Quinteto e a gente botava pra quebrar. Até hoje ainda somos reconhecidas por isso. Faltou uma de nós, que acabou se afastando mesmo, mas nos reencontrarmos depois de19 anos foi fantástico! Aquela sensação de pertencimento, de confiar em alguém que te conhece do passado e de ser apreciada pelo que se é –tava tudo ali à mesa e eu simplesmente AMEI! ❤
.
Da época da faculdade estava a Michelle, minha parceira ninja de tudo dentro da Uni, desde assistir às aulas até fazer os trocentos estágios juntas. De comer as mágoas após as avaliaçõese de rir de desespero frente aos desafios, de carona e de multas, de complôs e de tretas.Tomamos rumos diferentes, mas estamos sempre em contato. ❤
.
E da época da pós estava a Pauline, amiga feita quinzena após quinzena sonolenta e de aulas sacaneadas. Do quarteto que se formou inicial sobrou a dupla. Não nos vemos tanto quanto gostaríamos (e moramos pertinho), mas ela tá sempre presente comigo. ❤
.
niver
.
Fui esperta e matei quatro itens de uma vez só, juntando a galera. Mas isso não exclui minha vontade de ter repetecos individuais (ou não), heh. 😉
.
Cheers, kiddos!
.
.
Anúncios
Publicado em Fotos, Inbox, Novidades!

Inbox

Com o final da faculdade e o tempo livre que isso me trouxe, pude voltar a me dedicar aos meus penfriends. Tentei me reconectar com uma favorita, mas após uma carta e um cartão, ela não me respondeu mais (*shrugs*). Atualizei minha conta  no Postcrossing e deixei um comentário em um blog, à procura de novos penfriends. Isso deu um boost nas coisas e minha caixa do correio tá feliz. Então vou mostrar pra vocês algumas coisas que recebo.

Primeiro, meus postais:

Ao todo, tenhos uns 400 postais, mas tô mostrando só o que eu tenho de trocas, diretas ou indiretas, do postcrossing e de penfriends. Os últimos foram esses de Taiwan, via postcrossing:

Olha que lindo esse:

Semana passada chegou mais uma cartinha, de uma penfriend nova, a Kim, de Ontario, Canadá. Olha o envelope:

E ainda na minha caixa de entrada teve mais uma troca do LivraLivro: Artemis Fowl 3 – O Código Eterno, do Eoin Colfer.

Foi uma boa semana de correspondência. É sempre legal receber coisas além de contas e propagandas, não é? 😉

Publicado em Novidades!, Trabalho, Vida em geral

Up-to-dating.

Oi galere! Sei que dei uma de Tom Hanks (Náufrago, oi) e ando sumida, mas vim pra mudar isso. Aproveitar que eu ainda tenho a maior parte do meu tempo livre pra dar as caras aqui vezenquando. Quero compartilhar com vocês especialmente minhas idas e vindas ao correio e o que isso me anda trazendo.

Mas antes, vou resumir o que aconteceu comigo desde o último post aqui (em Março!):

Bem, em Março mesmo eu aceitei um convite pra dar aulas de inglês em uma escola que se diz profissionalizante numa cidade vizinha de Navegalândia. Muito reluntantemente, porque dar aulas nunca foi a minha. Mas com a premissa de que seria temporário, acabei aceitando o desafio e fui.

Fiquei cinco meses lá, e vou dizer que foi muito tempo. A escola era uma bagunça, parecia de várzea, sei lá. Ninguém era levado a sério pelo dono, nem professor, nem aluno, nem ninguém mais lá dentro. Não tinha estrutura física nem moral pra estar no mercado, mas insistia (e insiste até hoje). Culpa do dono mesmo, que só queria saber do dinheiro dele no bolso e nada mais. Fui jogada dentro de uma sala de aula e tive que me virar nos trinta. E isso aconteceu de várias outras formas nesses cinco meses que fiquei lá.

Essa escola faz parte de uma franquia até bem conhecida, então deixa eu ressaltar que não tô falando da franquia como um todo, só dessa unidade específica mesmo, porque é claro que tudo depende da coordenação, né? O que eu vejo nas outras unidades que tem aos arredores é bem diferente porque não é o mesmo dono. Se eu fosse descrever as situações bizonhas que passei lá ia ficar aqui dias. Sério mesmo.

Mas continuando.

Como sempre, tira-se algo de bom de tudo que é situação e o que eu tirei foi que, pasmem!, eu sei dar aula! E até gosto! =O

Como tava matando cachorro a grito (ui) e tinha até o fim do semestre sem nada profissional em vista (já explico), deixei meu famigerado currículo em outras escolas de idiomas da cidade. Uma delas me deu um retorno quase imediato, fiz a avaliação escrita, a entrevista e fui chamada pra começar um treinamento pra dar aulas em Agosto.

Lembram que eu disse que só tinha o primeiro semestre livre? Pois então. Causoque em Março também eu comecei a fazer o ProJovem Trabalhador, oferecido pela prefeitura e pelo governo federal. É um curso gratuito, cheio de benefícios e que garantia trabalho numa multinacional que tava se instalando em Navega. Todo um alvoroço, uma comoção em cima disso, eu que não ia ficar de fora. Vi como uma ótima oportunidade de crescimento. Quem sabe eu não chegaria ao RH da empresa? O incentivo, por parte dos professores do curso, era enorme. Encarei de novo.

Então passei esses meses estudando, dando aulas, tendo aluno VIP e fazendo treinamento. Eu tava feliz da vida, porque adoro ocupar a mente e me sentir útil. A ideia de começar a trabalhar numa empresa tão grande agora no segundo semestre era boa demais, eu já tava cheia de planos e me organizando em cima disso.

Então Agosto veio. Pedi demissão da escola antiga (por telefone, cês deviam ter visto!) e comecei na escola nova, só aos Sábados, porque precisava deixar minha semana livre pra empresona lá. A-M-E-I e escola nova, tinha tuuuudo que a outra não tinha, coitada: método, material, encorajamento, suporte, gente bacana e as tais estruturas física e moral pra atuar no mercado. Eu toda empolgada, o dono todo empolgado com meu conhecimento não só do inglês mas de Psicologia (*coffmeacheicoff*), mas nada da empresa me chamar.

Antes de completar dois meses na escola nova, o dono me disse que tava me cogitando pra ser coordenadora da unidade. Acuma? Olhei pra ele, “are you for real?” e ele disse que se não fosse for real, não teria me dito. Ele tava me comunicando da promoção. Nussa!

Mas e agora? Ser coordenadora pedagógica de uma franquia bem sucedida, onde eu poderia usar meus conhecimento adquiridos na faculdade, conhecer todo tipo de gente, viajar bastante e falar inglês ou ser praticamente chão-de-fábrica de uma empresona nova na cidade?

Ó dúvida.

Então. Me formei no ProJovem, ganhei certificado, caneca, beijo do prefeito, mas nada da empresa me chamar pra trabalhar. Tudo bem, continuei só nas aulas de inglês. Até que, chego em casa um dia e meu pai tinha anotado um recado pra mim: entrevista na empresona dia 20/10. Bem no dia do meu níver! É um presságio, pensei. Yay. Fui lá nos cafundojos do brejerê fazer a entrevista. Peguei busão, esperei em pé mais de duas horas, fiz meu teste projetivo já ligada nas manhas e fui pro particular com a moça do RH. Expus minha situação super-conflitante pra ela e, povo meu, depois de SETE meses esperando pela oportunidade, estudando e sendo incentivada, ela me diz que a chance de crescimento na minha área dentro da empresa seria quase nula. NULA. Que o RH da empresa já era todo enxuto. FFFFFUUUUUU!

Depois de passar metade do meu aniversário ali, dei boa noite e bença pra empresona e fui falar com o dono da escola. Acertamos na hora: eu vou ser a coordenadora pedagógica da unidade sim, o braço direito dele. Começando oficialmente em Fevereiro, mas já sendo treinada indiretamente desde então. E ainda vou continuar com as minhas aulas. o/

E é aqui que tô agora: Tenho minha turma que adoro aos Sábados de manhã, faço treinamento como professora às sextas, substituo o dono sempre que ele não está e em Janeiro tenho um encontrão dos coordenadores das franquias em Curitiba. Tô ansiosíssima pra começar como coordenadora de vez e tô amando tudo isso. 🙂

A vida tem dessas coisas, né? às vezes surpreende.

Mas mais por vir, pessoas. Até lá 😉

Publicado em amor, Fotos, Novidades!, Os pets

Mister Figgs

Vim apresentar o novo membro da família Kraetzer-Heusi: Fígaro!

Essa coisinha fofinha foi adotada por nós, de um cara que encontrou uma ninhada de gatinhos na lata de lixo, aqui em Navega City. (Mas tem gente horrorosa por aí, né?)

A gente calcula que ele tenha nascido lá pelo dia 01/10 – e dessa forma ele já faz aniverário com a mãe e a avó da Téia 😉 – e ele veio pra casa nessa sexta, dia 05. Foi paixão à primeira vista, apesar de terem feito uma baita de uma propaganda enganosa pra nós, dizendo que era uma fêmea, cinza-chumbo de olhos azuis. Crêem? x)

Mas isso se tornou o de menos. O pequeno Figgs é uma figurinha! Já tá bem adaptado ao novo lar, explorando tudo e criando laços com nossos outros pets (três cachorros e dois gatos). Estou amando acompanhar tudo! 😀

Que nosso novo filhote seja muito feliz conosco, e que sua vida seja repleta de alegria e saúde. Não precisamos de mais nada. 🙂

Cheers, kiddos!

Publicado em Blá blá blá..., Faculdade, Novidades!

Dancing barefoot…

Comunidades do orkut que eu vou sair depois que me formar: A Faculdade me consome e I should be studying right now. Também tinha outra, Estagiário vai pro céu, mas eu devo ter saído já, porque não encontrei. Entre outras…

Pois então, faltando 150 e poucos dias pra minha formatura agora. Esse último semestre tá bem so-so. Uma hora tenho pontos baixos e em outra pontos bem altos. Segunda-feira descobri que vou me separar da minha parceira de facul, parceira essa de quatro anos já, e fazer o estágio de POT sozinha, aqui em Navega City, ainda por cima -essa parte é boa ;). Aí hoje já fui convocada pra apresentar um seminário de estágio no III Congresso Brasileiro Psicologia: Ciência e Profissão, em Setembro, em SP. Isso porque minha professora orientadora do estágio de Educacional achou que eu fiz um trabalho ninja ano passado! =D

O ruim (MUITO ruim) é que não sei ainda se meu amor vai poder ir comigo, o que eu gostaria TANTO! O tal Congresso é só para profissionais e acadêmicos da área e o transporte será doado pela universidade, mas só pra quem estiver inscrito. Pagar uma viagem e estadia pra Téia sairia um tanto caro, aí. Mas quem sabe a gente não encontra uma alternativa? Seria ótimo, porque temos amigos em Sampa que gostaríamos de visitar! =)

Hoje também foi a primeira sessão com minha nova cliente e é um caso de Pseudologia Fantástica que me deixou super animada! Semana que vem ainda tenho outro cliente novo. Isso renovou meus ânimos no estágio de Psicologia Clínica e agora minhas quartas de manhã não são tão evitadas.

Minhas semanas ainda estão light porque falta definir meu campo de estágio em POT. Semana que vem tenho que resolver isso, mas por enquanto tenho atividades só nas Segundas e Quartas-feiras. Depois entra Terça e Quinta também, mas minhas Sextas estarão livres, yay! Aí minha Quinta vai ser minha Sexta e meu fim de semana vai começar mais cedo 😀

Coisas a fazer ainda: Finalizar meu artigo sobre Psicologia Criminal com meu orientador do TCC e arranjar um estágio remunerado pra ocupar minhas tardes sonolentas. Ah, e ir ao oftalmologista, causo que esses óculos não funcam mais tão bem. E também começar a ler O Silêncio dos Inocentes, pro videoblog da Tata, no Happy Batatinha (isso é um spoiler, Tata?).

Falando em tardes sonolentas, estou com problemas no sono noturno. Simplesmente deito e não consigo dormir! Minha média de horas dormidas por noite é entre uma e três horas. Aí chega de tarde e eu to “caindo pelas tabelas” como diria minha mãe. Espero que isso se resolva logo, eu aprecio muito minhas noites bem dormidas, uia!

Bem, vou lá tentar ler O Silêncio… apesar de que o que eu gostaria mesmo de ler é Strangers in Paradise. Ain, com é ruim ter responsabilidades! X)

Cheers, kiddos!

Publicado em Novidades!

Saúde é o que interessa!

Nessas férias pretendo me dedicar à saúde: vou me matricular na natação e musculação. Quero fazer por uns cinco ou seis meses – porque a grana é curta. Quem sabe dê uma melhorada no corpinho. 🙂

Publicado em Faculdade, Novidades!

Such a beautiful day…

Ótimo o dia de hoje… coisas maravilhosas aconteceram:

1 – Me livrei de vez de fazer trabalhos com uma criatura BURRA, mas BURRA mesmo e chamei ela de burra mesmo na caruda. =) Mas só pra vocês se ligarem, até uma professora concordou comigo sobre a incompetência humana da tal criatura. Bah, cansei de carregar gente nas costas. Além de fazer minha parte, tinha que ficar corrigindo a parte dela. Apaputaquepariu.

2 – Encaminhei minha monografia: Oficialmente, começarei a trabalhar nela no segundo semestre de 2008 (quando estarei no meu sétimo período!), mas extra-oficialmente começo semana que vem! Vai ser a primeira monografia sobre o assunto na região (meu orientador disse que nunca viu sobre!). O que isso significa? O quê? Que servirei como referências futuras!!! Baita chique isso, mêu!

3 – Tirei uma nota pra lá de boa num trabalho que eu achei que tava uma nhaca e que ia tirar um quatro!

Enfim, uma beleza de dia. Tô até rindo à toa. 🙂

Vou curtir o feriadão bem sussa…

“1 2 3” – Indigo Girls (só ouço elas ultimamente).

Publicado em Novidades!

Fim de semana

Aumentado pelo feriado dia 12 e o dia dos professores amanhã. Amanhã não tem aula e, pra mim, sem aula = feriado, êba.

Estou com uma dor insuportável na garganta. Bem, na verdade é suportável, senão eu já teria enfiado uma caneta na goela, suponho. Mas dói pra caramba. Parece que tem uma ferida bem na entrada da garganta. A mama disse que é amigdalite. Como eu não tenho um diagnóstico melhor eu acredito nela.

Dói pra inspirar.

Terminei de assistir a quinta temporada de Friends gorinhamermo. Começarei a sétima amanhã, a sexta eu já vi.

Eu vivo esquecendo que ganhei rollers do meu cunhado! Vou andar com eles amanhã!

Não parece que meu aniversário é no final da semana. Hm. Não estou ansiosa. Será um sinal dos tempos? É assim que a maturidade chega? Não se anseia por presentes e abraços e fica se perguntando porque as pessoas te dizem ” e vai ter bolo?”? Pra quê essa necessidade de bolo? Quer comer vai na padaria, me deixa em paz, ô!

Hm. Não gosto da maturidade. Quando eu era pequena começava a pintar o calendário com xises (x’s) gigantes desde Agosto. Mal podia esperar pra ver gente que eu não conhecia (mas que diziam que já tinham me pego no colo) me trazer presentes. Era massa completar mais um ano, aumentar a idade, porque na escola se ganhava respeito dos menores. Hoje, quando digo minha idade na faculdade acontecem três coisas: a) me perguntam se eu repeti de ano, b) perguntam se eu já fiz alguma outra faculdade antes ou c) mentalmente fazem o cálculo de quantos anos eu vou ter quando me formar e se sentem orgulhosos por saírem da faculdade com a idade que eu entrei.
Enfim.

27156.jpgDia desses lembrei de um disco que meus pais tinham : The Simpsons Sing the Blues. Gostava pra caramba desse disco e resolvi baixar em mp3. Bah, muito bom! E até que ainda lembro um pouco ads letras. Tô ouvindo loucamente. Isso e Juliette and the Licks que baixei depois que os vi no MVB. She rocks out real nice!

Eu nem contei que fui pra Porto Alegre! Pois é, fui num congresso de Psiquiatria Forense fim de semana passado, com alguns colegas de classe. Fomos um dia antes só pra turistar. Valeu muito a pena! PoA é muito apaixonante. Não sei se conseguiria morar lá, é muita comoção pra mim que moro aqui na pequena Navega City com uma pequena porcentagem dos habitantes de lá, mas gostaria de ir pra lá mais vezes. Tanto que estamos combinando de voltar ano que vem, na Feira do Livro que perdemos esse ano. Quem quer vir com a gente? 🙂

imag001.jpg

Lá, entre outros, comprei um livro que eu sempre procurei e achei por lá assim, sem querer, e agarrei porque tava baratérrimo: “Henry & June – Diários Não-Expurgados de Anaïs Nin”. Ainda não terminei, mas é muito muito bom. É a publicação dos diários dela onde ela narra a relação que teve com June e Henry Miller (“aquele” escritor :). Teve um trechinho que gostei muito, publicarei aqui:

“Ficou ali sentada cheia de champanhe. Falou sobre a maconha e seus efeitos. Eu disse:

– Já experimentei tais estados sem maconha. Não preciso de drogas. Carrego tudo isso em mim – Então ela ficou um pouco zangada. Não percebeu que eu alcançava aqueles estados sem destruir minha mente. Minha mente não deve morrer, porque sou uma escritora. Sou o poeta que deve ver. Não sou apenas o poeta que pode ficar embriagado com a beleza de June.”

É interessante, é exatamente assim que me sinto em relação às drogas. Destruir minha mente? Nem pensar! Eu a preservo demais e preciso dela intacta. Conversando com a Tata sexta, ela me disse que pensa o mesmo. É bom saber que ainda há pessoas que não estão dispostas a jogar o bom senso pela janela só por uma viagem 🙂

Quem mais acha que ficar apagando os scraps que recebe no orkut é uma coisa boba? Quer privacidade manda carta.

.

Beijobeijo!

Publicado em Faculdade, Novidades!, Vídeos, Vida em geral

ÊêÊ!

Fim da penúltima semana de aulas! Aí na próxima vai ter 6928982 provas e deu! Deu!

=D

Amanhã vou pra Balneário Camboriú e de lá pra Brusque, pruma festa junina que vai ter no sítio de uma colega de classe. É a primeira festa da faculdade que eu vou! O que me persuadiu foi a promessa de muita paçoca, cri cri, espetinho, pé-de-moleque, cachorro-quente, quentão… Nham, me dá água na boca só de pensar! Vou voltar de lá rolando. Huahuahuahuahuahua!!!

Isso tudo quase compensa pelo fato de ter que ir a caráter! Quase.

O pessoal do Beto Carreiro tava na UNIVALI hoje de novo (divulgando a promoção para universitários: 6x R$6,50 – transporte gratuito!) e eu fiz outro talho na mão, mas dessa vez uma chaga. Ficou massa. 🙂

Domingo que vem vou aproveitar a promoção e vou pro Beto Carreiro. Faz um tempão que não vou e soube que tem várias coisas novas! Só não vou no Castelo do Terror, porque vai que tem um palhaço lá e eu caio dura.

Fiz outro vídeo:

Ouvindo:  “I’m the One” – Van Halen

Publicado em Novidades!

Pronto.

Atualizei a lista dos livros que eu li.

Pelo menos os que eu lembro ter lido.

Acho que esqueci de alguns…