Publicado em Blá blá blá..., Faculdade

*facedesk*

Vou contar um causo que aconteceu semana passada, mas esqueci de relatar aqui antes.

Primeiro deixa eu ambientar vocês: tô fazendo estágio de Psicologia Organizacional e do Trabalho (POT) numa empresa aqui de Navega City. Nesse estágio eu tô fazendo agora uma pesquisa de Clima Organizacional, pra mó de levantar variáveis que possam ou não interferir no ambiente de trabalho. Etecetera, etecetera. Terminei hoje de montar o questionário que vai investigar essas variáveis e amanhã começo a aplicação dele com os grupos.

Tá.

Quinta feira, então, chego no meu estágio e minha mesa não está lá. Primeiro tinha duas mesas na sala, depois deixaram só uma (a minha). Um dia cheguei não tinha cadeira. Computador pra mim nunca teve. Sabia que um dia eu ia chegar e não teria minha mesa. Só não sabia que colocariam um monte de compras no lugar. Falei com a secretária e ela não sabia de nada. Ninguém viu a mesa saindo da minha sala. Quase fui embora PORQUE NÃO TINHA MESA PRA EU TRABALHAR. Aí lembraram que um outro funcionário foi viajar e me colocaram no lugar dele, em outra sala. Beleuza, fui pra lá.

Agora, cês não tem noção do SOL que batia sobre essa mesa. Ela ficava na frente da janela, o sol bem nas minhas costas. Eu tava fritando alí e a luminosidade era tanta que eu mal via o que tava na minha frente. Fiquei me escondendo aqui e alí nas possíveis sombras, que eram raras. Ainda bem que nesse dia mesmo eu tinha bastante coisa pra fazer pelos setores, então pude ficar um tempo fora da sala e longe do sol.

.

Oi sol.

.

Aíii, lá vou eu aplicar o questionário piloto, que  é um protótipo do questionário final que a gente entrega pros três funcionários mais novos da empresa, pra eles verem a funcionalidade da coisa, tipo se é muito longo, muito chato, complicado, blabla. Entreguei. No fim da manhã fui buscar e o último que peguei eu tinha entregue prum funcionário que tava alí a dois dias. DOIS DIAS – se isso! Ele fez um rabisco no piloto dizendo que a variável que questiona os fatores ambientais como ruído, luminosidade e temperatura não era “interessante” avaliar.

Não é interessante? Ex-cuse-me? Porque é bem fácil trabalhar com o sol queimando nas costas e sem se enxergar nada na frente, né? Eu fiquei nessa situação por uma manhã e já me compadeci completamente do funcionário que tem que trabalhar ali integralmente. Sério, sou obrigada a levar isso pra Direção. OU comprar um blackout pra ele, não é possível.

Aí o fulano que tá há DOIS DIAS me diz que não afeta em nada os fatores ambientais.

¬¬

God, dai-me paciência. Me faz um favor e se não sabe não fala. #prontofalei

.

Amanhã então vou aplicar meu lindo questionário que tô montando desde o começo do semestre. Sobre ele, minha professora diz que poderia ficar melhor, mas minha mãe disse que parece super-profissional. E todos sabemos que opinião de mãe é a que vale, né?

Né.

.

Cheers, kiddos!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s