Publicado em Uncategorized

De “Os Cadernos de Malte Laurids Brigge”.

Que eu adoro adoro adoro:

“… eu jamais notara como há tantos rostos. Uma porção de gente, mas muito mais rostos do que pessoas, pois cada uma possui vários. Há pessoas que usam um rosto anos a fio; naturalmente, ele se desgasta, fica sujo, fende-se em rugas, alarga-se como luvas usadas numa viagem. São pessoas simples, econômicas; não mudam de cara, nem ao menos a mandam limpar. Afirmam que é suficientemente boa, e quem pode provar-lhes o contrário?
Mas, uma vez que possuem vários rostos, nada mais óbvio do que indagar o que fazem com os outros. Guardam-no. Para que seus filhos os usem. Contudo, pode acontecer que seus cães saiam à rua com esses rostos. Por que não? Rosto é rosto.”

(Rainer Maria Rilke)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s