Publicado em Letras que dizem tudo, Música

Girl Power!

Blameless, shameless, damsel in disgrace

Who cares what they say?
Because the rules are for breaking
(I’ll tell ya)
Who made them anyway?
You gotta show what you feel
Don’t hide

[Chorus]
Come on and do it
Don’t care how you look, it’s just how you feel
Come on and do it
You gotta make it real
Come on and do it
It’s time to free what’s in your soul
You gotta get it right, this time
Come on freak and lose control

You might do the wrong thing for the right reason
Don’t just do the right thing to be pleasing, baby.

 

Spice Girls, empoderando esta pequena humana desde 1997.

 

Publicado em Coisas, Desabafo, Indignação, People suck

Merdaplan

A segunda-feira já começou com cara de segunda-feira e me aprontando coisas de segunda-feira. Ou seja, pure crap!

Ocorre que eu tô TENTANDO fazer um check-up na saúde há algum tempo, através de um plano de saúde local, mas cada vez, CADA VEZ que eu vou lá dá uma treta.

Primeiro, marquei uma consulta por telefone. Chegou o dia e horário marcado, saí do trabalho e fui até lá. Lá, a atendente sem fazer nenhuma questão de ser simpática ou solidária, me disse que não havia nenhuma consulta agendada. Respirei fundo, contei até dez e marquei então para outra manhã.

Nessa outra manhã, estava indo pro trabalho e me avisam que a consulta pode ser adiantada, se assim eu quisesse. Beleza. Quase perdi o horário da entrada do trabalho, mas corri pra consulta. Acabou que fiquei sentada por um tempão e fui atendida quase no horário previamente marcado. Ou seja, vantagem nenhuma em ter me apressado tanto.

Saí da consulta, a médica bem queria pediu uma bateria de exames pra mó de verificar tudo que me aflige. Deixei a guia no balcão. A recepcionista me disse que a partir de quinta-feira eu já poderia levar a amostra de urina e tirar a amostra de sangue no local.

Beleza.

Me programei pra fazer isso hoje. Avisei minha coordenadora que iria perder mais horas de trabalho, passei DOZE HORAS EM JEJUM EM PLENO DIA DA PIZZA e acordei mais cedo pra fazer xixi num potinho. Cheguei no trabalho, bati o ponto e fui fazer os exames.

Lá, a fulana com cara de paisagem me pede a guia QUE FICOU COM ELA. Pede meu nome, eu falo. Pede minha carteirinha do plano, eu entrego. Procura procura procura. Eu já prevendo que perderam a ponhóca da guia, né. Ela consulta o computador e me diz que:

1. Minha guia ainda está em auditoria e os exames não foram liberados ainda (isso que, segundo ela mesma, eu poderia tê-los feito a partir da quinta passada).

2. O sistema está com uma falha. O TI já foi acionado, mas EU preciso ligar mais tarde pra saber se ele vai estar funcionando pra eu voltar e fazer a coleta de sangue.

Respirei fundo, contei até dez, pedi força, paciência e auto-controle pra seres em que nem acredito e questionei quanto à amostra de urina. A cara-de-paçoca me entrega um novo coletor e me diz que é pra eu não perder a viagem.

Gente do céu!!! O que é esse puro descaso com a pessoa? Nem uma desculpa ou uma tentativa de resolver o problema de outra forma. E tenho pra mim que na verdade ela não encontrou minha guia e saiu com duas desculpas pra tentar me despistar. Minha vontade é de nem voltar mais pra fazer droga de exame nenhum! FFFFFFFFFFFF!!!!!

G-SUIS!!!!

Agora eu perdi uma celebração apropriada do dia da pizza (muito importante) e tô com um coletor cheio de urina dentro da bolsa e não sei o que fazer com isso.

Ê, segunda-feira! Hunf!!!

Publicado em Uncategorized

Quoting.

"I think computer viruses should count as life. I think it says something about human nature that the only form of life we have created so far is purely destructive. We’ve created life in our own image."
Stephen Hawking (1942 – )

Tradução livre: Acho que vírus de computadores deveriam ser considerados vida. Acho que diz algo sobre a natureza humana que a única forma de vida que criamos até então é puramente destrutiva. Nós criamos vida à nossa própria imagem.

"Your manuscript is both good and original, but the part that is good is not original and the part that is original is not good."
Samuel Johnson (1709 – 1784)

Tradução livre: Seu manuscrito é bom e original, mas a parte que é boa não é original e a parte que é original não é boa.

Eu poderia dizer essa última sobre tantas pessoas. HOHO! Ultimamente parece que a gente mais reflete do que brilha, né? Assim, mais repete do que produz. E o filtro do bom senso tá faltando.

Publicado em Leitura

Sobre o afeto.

“Quer-se ser amado, na falta disso admirado, na falta disso receado, na falta disso detestado e desprezado. Quer-se proporcionar às pessoas alguma espécie de sensação. A alma se agita diante do vazio e deseja um contato a qualquer custo.”

In Doutor Glas, do poeta sueco HJALMAR SÖDERBERG

Publicado em Uncategorized

Sejamos Todos Feministas

"A cultura não faz as pessoas. As pessoas fazem a cultura. Se uma humanidade inteira de mulheres não faz parte da nossa cultura, então temos que mudar nossa cultura".

– Chimamanda Ngozi Adichie, do livro "Sejamos Todos Feministas", da Companhia das Letras.

Publicado em Leitura, Meme Literário

O Meme Literário de um Mês 2012 – Dia 05

Você costuma ler graphic novels e/ou gibis?
(Gosta? Não gosta? Tem algum que seja o favorito? Fale sobre isso.)

Ô, se gosto! Cresci rodeada de Tio Patinhas, Pato Donald, Recruta Zero (meu favorito) e afins, que eram do meu pai. Depois, ganhei dele uma assinatura da Turma da Mônica, que durou onze anos. Mais tarde, eu mesma refiz a assinatura, quando a Turma se mudou pra Panini. Eu também gostava de ler os gibizinhos do Mortal Kombat que eram lançados na época.

Passei pro Graphic Novels facinho facinho, com Strangers in Paradise, do Terry Moore. Minha estréia não poderia ter sido melhor, deosdoceu! “SiP” é imbatível e não sei como não virou mainstream total (mas deixa como tá, que tá óoootimo! x). Li os 13 anos de história em algumas semanas e acompanhei o último ano em tempo real. Fiquei maravilhada. Continuei lendo mais coisas, como Runways, V de Vingança, Do Inferno, X-Men (A Saga da Fênix comprei em um sebo!), 100 Balas, Y – The Last Man, Buffy the Vampire Slayer  e os outros do Terry Moore, Echoes e Rachel Rising.

Hoje em dia compro As Aventuras de uma Criminóloga, do Giancarlo Berardi (que chamo apenas de Julia) direto, é o meu atual favorito. Tem mercados que vendem números atrasados, que é ótimo, e na banca compro os novos.

Publicado em Leitura, Meme Literário

Meme Literário de um Mês 2012 – Dia 04

Você costuma lê certo livro só porque ele está em voga?
(Você é do tipo que lê o que todo mundo está lendo só para estar na “moda” ou segue o seu próprio estilo de leitura?)

Nope. Porque a maioria dos livros em voga não fazem minha cabeça, e não é porque todo mundo lê que é bom (quem foi que disse que toda unanimidade é burra?). A Cabana, Cinquenta Tons, Augusto Cury, Nicholas Spark… nada disso li e não tenho o menor interesse mesmo. Sigo o meu gosto.:)

Publicado em Leitura, Meme Literário

Meme Literário de um Mês 2012 – Dia 03

Como você escolhe seus livros?
(Por autor? Por assunto? Pela sinopse? Por uma indicação? Fale sobre isso.)

Várias variáveis! =p

Se estou browseando em uma livraria ou pela net, certeza que é a capa que me chama. Aì vem o título, assunto, autor e sinopse. A não ser que eu esteja na seção específica do autor, aí é autor, título, sinopse.  Quando estou browseando por temas, é tema, capa, título, sinopse e autor.

Se alguém está me recomendando, o título já chama a atenção (ou não). Depois o assunto e a sinopse. E o autor. Aí a capa não importa.

Basicamente é isso!:)

Publicado em Uncategorized

Meme Literário de um Mês 2012 – Dia 02

Qual foi o último livro que leu e qual é o próximo livro que lerá?
(Fale um pouco sobre eles.)

.

Bem livro livro liiiivro, não foi. Foi a edição número 94 de Júlia Kendall – Aventuras de uma Criminóloga, do Giancarlo Berardi. Mas livro de verdade foi um pouco antes: Sociedade dos Monstros, dos Garotos Monstruosos. É bem infanto-juvenil mesmo e fala sobre o Lup, um lobisomem fofinho que mora na Sociedade Protetora das Criaturas Monstruosas e como ele lida quando descobre que há alguém capturando tais criaturas para levá-las prum Circo de Horrores. Consegui ele no LivraLivro. As ilustrações e a capa são bem bonitinhas, mas achei a estória meio fraquinha.

.

Minha lista de próximas leituras tá pequena, quase 280 livros, mas minha intenção é ler em seguida é Quando Ela se Foi, do Harlan Coben. Porque tá faltando uma dose de Coben nesse semestre.😉

A resenha no Skoob diz o seguinte:

Dez anos atrás, Myron Bolitar e Terese Collins fugiram juntos para uma ilha. Durante três semanas, eles se entregaram um ao outro sem pensar no amanhã. Depois disso, eles se reencontraram apenas uma vez, quando Terese ajudou Myron a salvar seu filho. E ela foi embora, sem deixar vestígios. Agora, no meio da madrugada, ela telefona: “Venha para Paris.” Terese pede a ajuda de Myron para localizar o ex-marido, Rick Collins, que telefonara depois de anos implorando que ela o encontrasse em Paris. Eles logo descobrem que Rick foi assassinado e que Terese é a principal suspeita do crime. Mas algo ainda mais atordoante é revelado: perto do corpo havia longos fios de cabelo louros e uma mancha de sangue que o exame de DNA revelou pertencer à filha do casal. Só que sua única filha morrera em um acidente de carro muitos anos antes. Logo Myron se vê perseguido nas ruas de Paris e de Londres. As agências de segurança de quatro países parecem querer as mesmas informações de que ele precisa para desvendar a morte de Rick e o destino da filha que Terese pensava ter perdido para sempre. Em uma busca desesperada, Harlan Coben cria um mundo de armadilhas imprevisíveis em que conflitos religiosos, política internacional e pesquisas genéticas se mesclam a amizade, perdão e a chance de um novo começo.

Publicado em Leitura, Meme Literário

Meme Literário de um Mês 2012 – Dia 01

Que livro você está lendo?
(Sobre o que é? Onde você está? Você está gostando?)

.

Diferente do ano passado, estou lendo apenas dois livros dessa vez. Tenho sempre a leitura principal e as adjacentes, mas como ando um pouco afastada dos livros, estou só com duas principais. Então, as leituras da vez são:

.

Água para Elefantes – Sara Gruen

É a leitura principal da vez. Tô demorando séeeeculos pra ler, mas isso tá geral. Esse ano tô bem lenta ans leituras mesmo.

O livro conta, em primeira pessoa, dois pontos bem distintos da vida de Jacob Jankowski: aos 23 anos, quando ele perde os pais e entra para uma trupe de circo viajante, e aos 93, quando ele se encontra em uma casa de repouso para idosos. Tô um pouco pra frente da metade e tô adorando! O que eu mais tô gostando é de ver os bastidores do universo do circo, principalmente em relação aos aniamais. E é super legal ver o universo masculino atrav-és dos olhos da autora. Acho que ela dá show de bola e por muitas vezes esqueço que é uma mulher que está escrevendo. Apesar do título, os elefantes em questão (ainda) mal aparecem, mas tô esperando ansiosamente pra me emocionar bastante.

Ainda não vi o filme, com o Robert Pattinson e a Reese Witherspoon, mas quero, assim que terminar a leitura.:)

.

Affinity – Sarah Waters

Sarah Sarah Sarah… uma das minhas melhores descobertas literárias da década! Ninguém escreve romances vitorianos tão bem, nem os próprios vitorianos! Esse é o quarto livro dela que leio (Fingersmith, Tipping the Velvet e Ronda Noturna) e não foge à regra. Narra, também em primeira pessoa, os dias em que Margaret Prior, uma jovem mulher, se voluntaria para trabalhar com as encarceradas de uma prisão de mulheres, numa espécie de auto-reabilitação. Entre as diferentes naturezas das detentas ela se depara com a de Selina Dawes, que diz conversar com espíritos, e Margaret acaba topando ajudá-la a escapar da prisão.

Como todos os livros da Sarah Waters, Affinity me prendeu do começo, nas primeiras linhas, e consegue fazer com que os personagens fiquem comigo nos intervalos de leitura. Ainda tô, relativamente, no começo, e mal posso esperar pelas surpresas que sei que me esperam. Se você nunca leu nada da Sarah Waters, tenho inveja de você.😉