Publicado em amor, Fangirl-isms, Nerdices

Expecto Patronum!

O Pottermore disponibilizou o Patronum! Agora podemos descobrir qual o espírito animal que nos protegerá contra os dementadores, a depressão e outras artes das trevas. O meu deu muito certinho, um gato Cálico – que nada por acaso tenho tatuado no braço! Muuuuito amor!!!❤

 

captura-de-tela-inteira-22092016-104642-bmp

Publicado em Leitura, Psicologia, Trabalho

Consigna

captura-de-tela-inteira-21092016-103526-bmp

.

captura-de-tela-inteira-21092016-103130-bmp

 

“Técnicas Fundamentais Do Psicodrama” – Regina Fourneaut Monteiro, pg. 22

Publicado em Uncategorized

That settles it.

"Ser feminista significa ser de esquerda?
Sim, absolutamente. Nós não estamos apenas lutando pela liberdade e a igualdade para as mulheres, mas para todas as minorias e contra a exploração econômica e a desigualdade.​"

– Judith Butler❤

Aqui.

Publicado em Uncategorized

E isso se aplica à muitas coisas!

Uma amiga querida me disse uma vez: “NÃO DÁ PRA DISCUTIR COM GENTE LOUCA.” Outra pessoa uma vez disse: “AS INIMIGAS VÃO ODIAR.” Junte essas duas sabedorias, e você meio que tem a situação em que estamos. Pessoas que usam religião para odiar pessoas LGBT* vão sempre fazer isso, por melhor que argumentemos em nossa defesa. Você pode cuspir lógica até perder o fôlego, e alguns homofóbicos continuarão odiando.

Acredito que, se você quisesse montar um argumento convincente sobre por que comer bife com torta de frango é um pecado, você conseguiria usar textos religiosos para ajudar na sua campanha – eles são velhos e vagos o bastante para condenar quase qualquer coisa.

Só o que podemos fazer é ter toda a certeza de que estamos longe de ser uma abominação. Acreditando ou não em Deus como criador, todos nascemos de algo muito natural. Somos 100% orgânicos. Como suco de laranja com polpa.

Do (fabuloso) "Este Livro é Gay", de James Dawson.

Publicado em Uncategorized

Karnal <3

“O ponto de virtude onde me coloco é a tranquilidade do fariseu que cumpriu o jejum correto e segue a norma do descanso do sábado, pagou o dízimo das mínimas coisas e só se esqueceu de um detalhe: amar. O furor de quem julga e legisla é o medo de ser igual.”

http://www.setorvip.com.br/leandro-karnal-lucifer-e-um-espelho-do-humano/

Publicado em Letras que dizem tudo, Música

Girl Power!

Blameless, shameless, damsel in disgrace

Who cares what they say?
Because the rules are for breaking
(I’ll tell ya)
Who made them anyway?
You gotta show what you feel
Don’t hide

[Chorus]
Come on and do it
Don’t care how you look, it’s just how you feel
Come on and do it
You gotta make it real
Come on and do it
It’s time to free what’s in your soul
You gotta get it right, this time
Come on freak and lose control

You might do the wrong thing for the right reason
Don’t just do the right thing to be pleasing, baby.

 

Spice Girls, empoderando esta pequena humana desde 1997.

 

Publicado em Coisas, Desabafo, Indignação, People suck

Merdaplan

A segunda-feira já começou com cara de segunda-feira e me aprontando coisas de segunda-feira. Ou seja, pure crap!

Ocorre que eu tô TENTANDO fazer um check-up na saúde há algum tempo, através de um plano de saúde local, mas cada vez, CADA VEZ que eu vou lá dá uma treta.

Primeiro, marquei uma consulta por telefone. Chegou o dia e horário marcado, saí do trabalho e fui até lá. Lá, a atendente sem fazer nenhuma questão de ser simpática ou solidária, me disse que não havia nenhuma consulta agendada. Respirei fundo, contei até dez e marquei então para outra manhã.

Nessa outra manhã, estava indo pro trabalho e me avisam que a consulta pode ser adiantada, se assim eu quisesse. Beleza. Quase perdi o horário da entrada do trabalho, mas corri pra consulta. Acabou que fiquei sentada por um tempão e fui atendida quase no horário previamente marcado. Ou seja, vantagem nenhuma em ter me apressado tanto.

Saí da consulta, a médica bem queria pediu uma bateria de exames pra mó de verificar tudo que me aflige. Deixei a guia no balcão. A recepcionista me disse que a partir de quinta-feira eu já poderia levar a amostra de urina e tirar a amostra de sangue no local.

Beleza.

Me programei pra fazer isso hoje. Avisei minha coordenadora que iria perder mais horas de trabalho, passei DOZE HORAS EM JEJUM EM PLENO DIA DA PIZZA e acordei mais cedo pra fazer xixi num potinho. Cheguei no trabalho, bati o ponto e fui fazer os exames.

Lá, a fulana com cara de paisagem me pede a guia QUE FICOU COM ELA. Pede meu nome, eu falo. Pede minha carteirinha do plano, eu entrego. Procura procura procura. Eu já prevendo que perderam a ponhóca da guia, né. Ela consulta o computador e me diz que:

1. Minha guia ainda está em auditoria e os exames não foram liberados ainda (isso que, segundo ela mesma, eu poderia tê-los feito a partir da quinta passada).

2. O sistema está com uma falha. O TI já foi acionado, mas EU preciso ligar mais tarde pra saber se ele vai estar funcionando pra eu voltar e fazer a coleta de sangue.

Respirei fundo, contei até dez, pedi força, paciência e auto-controle pra seres em que nem acredito e questionei quanto à amostra de urina. A cara-de-paçoca me entrega um novo coletor e me diz que é pra eu não perder a viagem.

Gente do céu!!! O que é esse puro descaso com a pessoa? Nem uma desculpa ou uma tentativa de resolver o problema de outra forma. E tenho pra mim que na verdade ela não encontrou minha guia e saiu com duas desculpas pra tentar me despistar. Minha vontade é de nem voltar mais pra fazer droga de exame nenhum! FFFFFFFFFFFF!!!!!

G-SUIS!!!!

Agora eu perdi uma celebração apropriada do dia da pizza (muito importante) e tô com um coletor cheio de urina dentro da bolsa e não sei o que fazer com isso.

Ê, segunda-feira! Hunf!!!